Como são produzidos os Closed Captions

Olá pessoal, andei desaparecido por pelo menos uns nove dias ou mais aqui no blog, pelo menos na parte visível. No entanto trabalhei muito por trás disso, vocês devem saber que não é simplesmente chegar e fazer as coisas acontecerem, se quiser ver algo sendo bem sucedido e até “bonitinho” é preciso trabalhar muito por trás daquilo que nossos olhos podem alcançar. E é exatamente isso que irei falar para vocês hoje, e prometo a vocês que irão se impressionar no final deste post. Pois bem, hoje vamos conversar um pouco sobre Closed Caption. Então continue lendo ao clicar no LEIA MAIS >> abaixo.

Bem, muito provavelmente vocês já ouviram falar em Closed Caption por aí. Sim, é isso mesmo, são aquelas letrinhas que provavelmente deve ter na sua TV, que vai passando no momento que as pessoas falam, o que lembra muito uma legenda de filme, só que no mesmo idioma em que está transcorrendo o conteúdo visual. Ainda assim, se você nunca ouviu falar, nem nunca viu, um Closed Caption, saquem esta imagem que segue abaixo, é assim que o Closed Caption funciona nas TV’s que foram fabricadas do ano de 2002 até hoje.


Pois bem, vocês já imaginaram como são produzidos estes Closed Captions? É um assunto que está bem próximo de nós e que não passa por nossa cabeça de como isso pode existir. Bem, essa semana assisti uma reportagem do Olhar Digital e confesso a vocês que fiquei tão impressionado quando vocês irão ficar ao término deste post.

Bem, então vamos ao que interessa. Quais os caminhos que aquelas legendas percorrem para chegar até a sua tela? A Closed Caption (ou Legenda Oculta) foi regulamentada através de leis desde 2006, com isto alguns programas de Tv's começaram a ganhar legenda, desde então as legendas nos programas vêm crescendo com o tempo, e existe sim uma meta para ser atingida até 2016, que seria uma totalização de 24 horas por dia de programação acompanhada de Legendas. Inicialmente, em 2006 foi estipulada pela lei uma cara horária de duas horas diárias para ser inserida estas legendas, e este número têm crescido bastante, hoje temos pelo menos 8 horas de programação com a opção Closed Caption ativa.

Além de ser ferramenta chave para mudos e surdos, o CC também é utilizado muito para estudantes em intercâmbio que estão pretendendo melhorar a compreensão da língua estrangeira, além do constante uso em aeroportos e rodoviárias claro. 

Para quem ler é muito simples, mas vocês devem saber que existe muita coisa trabalhosa e complicada por trás disso, pois em jornais de TV por exemplo, que a transmissão é realizada ao vivo, as legendas são TODAS digitadas por um ser humano através de um teclado especial.


Este teclado (vide imagem acima) não é um teclado como este que estamos acostumados a utilizar, é um teclado onde existe uma quantidade menor de teclas, e também cada tecla não faz o papel de cara caractere. Uma vez pressionada uma tecla, é gerada uma sílaba, um trecho de uma palavra, uma palavra, e em alguns casos até mesmo uma frase. Parece ser complicado de entender né? Mais complicado mesmo é a forma que estes pouquíssimos profissionais trabalha, pois eles mesmos produzem a configuração de seus teclados, o que faz decorar o que cada função de tecla é capaz de fazer.O Estonitipista, portanto,  como é chamado este profissional, aprende a digitar não letras ou palavras, mas sim fonemas.

No Brasil esta profissão ainda é muito pouco difundida, para vocês terem uma noção, em todo o brasil temos apenas a faixa de poucas centenas de profissionais que têm a capacidade de produzir este tipo de resultado. Uma prática impressionante é a de uma pessoa (sim, humana mesmo) conseguir ouvir e ao mesmo tempo transcrever tudo aquilo que foi dito em tempo real, o que faz o atraso ser extremamente pequeno, e o reflexo (o do profissional ser extremamente rápido, sim esta pessoa é o Estonitipista. Aprender a digitar assim tão rápido leva em média uma preparação de 4 anos, entre teoria e prática, e a exigência é muito grande, o índice de acerto deve ser de no MÍNIMO 98%, já pensou? Para facilitar o trabalho eles usam exatamente o que expliquei agora a pouco, um sistema de abreviações pela qual ele mesmo produz, o que personaliza e faz organizar de acordo com sua característica de digitação. Em média, um Estonitipista possui em seu teclado cerca de 180 mil combinações de teclas para facilitar a digitação de palavras e freses em fração de segundos.

Você está achando que este tipo de trabalho é feito nas emissoras de televisão? Pois você está meramente enganado, 90% das emissoras brasileiras realizam o trabalho terceirizado, e todo o material é transmitido através da internet para a emissora, que por sua vez anexa a legenda ao vídeo capturado e imediatamente é jogado na rede, tudo isso em frações de segundos, pois sabemos que quando assistimos algum programa ao vivo, este por sua vez foi capturado há alguns segundos atrás, temos um pequeno atraso para chegar em nossas televisões. Na emissora tem um Encoder que coloca o Closed Caption no vídeo, este encoder é em conjunto com o Decoder que fica na empresa terceirizada que produz a legenda, ou seja, no momento da digitação o Decoder "quebra" a legenda produzida, é enviada até a emissora, e exatamente em seguida o Encoder da emissora joga o Closed Caption no vídeo.

Além disso, desde o mês passado (08/2011), foi vigorada uma lei que ordena que as TV's com tecnologia digital, possuam pelo menos duas horas semanais de audioaudio-descrição é feita de forma semelhante, mas até então o que sabemos é que a mídia é preparada com certa antecedência e preparo, o que impossibilitaria a transmissão ao vivo de alguma mídia ao vivo, como telejornais.

Se você nunca utilizou o Closed Caption de sua TV, experimente ativá-lo pela tecla "CC" que deve ficar no seu controle remoto, aproveite e tente imaginar neste exato momento (aliás, em alguns segundos atrás) um profissional digitando tudo isso.

Sobre o Autor:
O OráculoWidson Melo é um dos desenvolvedores do Projeto Electronware e escreve sobre Tecnologia  da Informação e Eletroeletrônica em geral na Blogosfera. RPGista, Leitor e Técnico em Eletroeletrônica nas horas vagas. Nunca voou de Asa-delta.





Um comentário:

  1. Eu já conhecia o funcionamento do CC, e apesar de interessante é uma ' tecnologia ' rudimentar, levando em consideração os avanços ocorridos nos últimos anos, agora na verdade cabe a vocês profissionais da área, verificar a viabilidade de melhorias neste sistema, pois além de provavelmente ser complicado pra tal profissional lidar com a falta de tempo, também , sabemos que ainda encontra-se muitos erros durante uma exibição, especialmente quando trata-se de exibições rápidas. E como é sabido, o CC não funciona com musica, é digitado um simbolo sinalizando que está sendo transmitido sons, contudo , a letra da musica não é exibida, até por que seria em minha concepção inviável. Talvez a opções como Robótica avançada, ou algum tipo de dispositivo que reconhecesse o som da voz e convertesse em digitação em tela, fossem métodos mais eficientes, cabe então a vocês criarem coisas deste tipo, até porque como citado a cima, além de uma necessidade, o CC trata-se de uma lei. J.P

    ResponderExcluir